Carnaval – tradição secular (Capítulo II)

Carnaval – tradição secular (Capítulo II)

Carnaval é uma bagunça, bebedeira e confusão…

Foi assim que começamos a matéria anterior (Capítulo I) e acabamos chegando a outras conclusões, não é? Como o Carnaval brasileiro você já conhece, então vamos prosseguir em nossa viagem cultural e conhecer um pouco mais do Carnaval de Veneza, e da própria cidade que respira Arte e Cultura em seus paredões históricos!

 

Vamos começar pela abertura oficial, um espetáculo sem igual:

 

 
A História de Veneza é milenar. Com uma trajetória de muita riqueza e glória, a cidade também experimentou a decadência. Por sorte, Veneza permaneceu praticamente incólume a muitas guerras e vandalismos que destruíram o patrimônio de tantas outras. Hoje a cidade tem preservadas pelos maiores especialistas em restauração do mundo suas pinturas, mosaicos e arquitetura de valor incalculável. Como Roma, Veneza também é considerada “um museu a céu aberto”. A cidade mudou pouquíssimo nos últimos séculos e hoje não se pode mudar nada em sua aparência. A ameaça ao patrimônio é outra: O avanço das águas, que cada vez mais tomam conta da cidade e o turismo, que despeja todo ano quantidade enorme e crescente de turistas. Quantidade que é considerada, por muitos, maior do que a cidade pode suportar.” fonte: http://venezaitalia.com.br/historia.html
 

veneza de paisagens misteriosas e românticas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veneza é uma cidade misteriosa, de paisagens românticas e inspiradoras, e ao primeiro olhar para estas imagens, seja você de qualquer lugar do mundo, que sentimento lhe desperta? Quero conhecer este lugar magnífico! Temos assim uma corrida turística especialmente nesta época!

mascaras lindas e paisagens inspiradoras misterios se escondem atrás das fantasias

 

O Carnaval de Veneza é com certeza o mais antigo do mundo, o que o torna também o mais famoso.

 

 

 

 

 

Pelos escritos encontrados, a palavra “Carnaval” aparece 400 anos antes do descobrimento do Brasil, em 1094.

 

 

 

 

Uma aula de Cultura, embora a exploração comercial não poderia deixar de estar presente, pois é esta renda que acaba promovendo a preservação da tradição.

 

mascara sinistra em concepção artistica

 

O patrimônio Cultural de Veneza já vale muito a pena a visita, independente do Carnaval. É uma cidade que vive à espreita das águas, e o que a ameaça também a torna única. E o Baú dos Antigos tem esta missão, incentivar as pessoas com matérias que remetem aos nossos mais antigos costumes e tentar entender a trajetória da humanidade e como poderemos conciliar o progresso com a preservação, pois este é um caso em que a equação não está batendo.

 
Veneza respira cultura antiga, milenar

 

Confesso que quando assumo uma matéria com um tema tão antigo e com tantamascara colorida História embutida nestas paredes de pedra e pontilhões, nestas praças e calçamentos pisados por grandes personagens que povoam as páginas dos livros mais famosos, eu acabo mergulhando numa nostalgia que, se não é doença, é irresistível, e tenho que me controlar para resumir o assunto, pois o objetivo é que você, internauta, prossiga nesta pesquisa e se aprofunde, o quanto lhe for prazeroso. E espero conseguir meu objetivo de lhe dar este empurrãozinho. Desejo que você curta a Cultura Antiga e curta o Baú dos Antigos!

Obrigado por me acompanhar nesta viagem intensa e misteriosa!

 

Eu sou o Mauricio Super

Bom Carnaval 

 

CC BY-SA 4.0 Carnaval – tradição secular (Capítulo II) by Baú dos Antigos is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *