Carros que trabalham – Capítulo I

Carros que trabalham – Capítulo I

Esta matéria é uma homenagem aos guerreiros antigos que trabalharam sem descanso para que a gente pudesse evoluir e ter o conforto, a paz e o progresso de hoje. Carros e motos maravilhosas do passado, que tanto amamos, estarão neste breve relato para você curtir. Vamos lá!

NY: taxi com muita elegancia

Nesta primeira matéria vamos explorar os automóveis leves que fizeram fama transportando pessoas, como os taxis, e exercendo trabalhos mais pesados e complexos, como os bombeiros, que transportaram mercadorias diversas, e também os que se arriscaram, seja perseguindo bandidos nas cidades, seja nas guerras, bem como as motos, muito úteis em situações que exigiam agilidade e rapidez.

voce conhece um taximetro?

todo o luxo do galaxie também em um taxi imagine um maverick taxi uma obra de arte para transportar pessoas mais um taxi elegante de NY a historia dos taxis é antiga

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Muitos não conheceram o taxímetro, como o que está na foto do Fusca taxi, que era enorme e quando iniciava a corrida era girada aquela alavanca de  livre e havia bandeira 1 e 2, agora imagine um taxi Fusca, duas portas e muitas vezes nem tinha o segundo banco dianteiro. Mas havia o luxo do Maverick 4 portas. Agora, se formos pensar na História do taxi, Nova York é a campeã do luxo, conforto e quantidade de taxis, numa cidade que é difícil e custoso andar de carro. Nesta matéria seguem alguns exemplos de taxis do passado que desfilaram por lá.

E os carros que corriam risco diário cuidando da ordem e perseguindo bandidos; estão aqui também para receber as honras.

 

corcel policia militar veraneio policia militar dodjão da polícia civil rara brasinca da policia rodoviaria frota de opalas na policia do Rio

 

 

 

 

A Policia Militar está representada com o Corcel e a Veraneio da mesma época, enquanto que a Policia Civil tem o Dojão para cumprir a lei, com bastante poder de fogo do V8. Mais adiante a Polícia Cívil do Rio contava com uma frota de Opalões para combater o crime com elegância. Porém, mais curioso é o Brasinca Uirapuru que tem sua História particular, teve um protópito que seria utilizado pela Polícia Rodoviária de SP, mas sua História se perdeu. E o Maveckão americano, imagina ter um exemplar deste, pois foi muito utilizado por lá para manter a paz e a ordem. Pra mim o mais imponente de todos, tem cara de poucos amigos, só de olhar pra ele, já intimida! Meu favorito…

E agora, vamos explorar qual a área em que nossos antigos colaboraram com muito trabalho?

moto militar com seus equipamentos de combateIsso mesmo, a paz e a ordem mundial precisou destes veículos para ser mantida, e embora não tenhamos conquistado ainda a plena paz, sabemos que é melhor contarmos com este controle e proteção, pois sem estas armas poderíamos estar à mercê dos que têm sede de poder e de subjugar nações! 

moto-tanque de guerra linda moto das forças armadas pelotão de motos-agilidade em combate

 

 

 

 

 

 

Já que estamos falando das motos, vamos ver mais estes exemplos, uma moto que mais parece um tanque de guerra portátil, com suas esteiras rolantes para qualquer terreno, outra das forças armadas com um rifle como acessório, e um pelotão inteiro com seus veículos ágeis como estratégia de aproximação. Muitos podem dizer que estes veículos foram usados para causar violência, mas uma coisa não dá para negar, se queremos paz, precisamos estar preparados para a guerra. E temos os exemplos dos carrões de guerra:

linda F1 militar jeep de combate a elegancia do chevrolet 1939

Uma linda pickup F1, para transporte de suprimentos, um Jeep Willys de combate e um Chevrolet 1939 para transporte dos de alta patente, com adaptações de guerra, como faróis blindados. Já em tempo de paz, contávamos com estes valentes para o trabalho, à seguir: O Corpo de Bombeiros tinha bom gosto em suas viaturas, olha este Dodge Dart. Combater o fogo com certeza não era seu forte, e devido à sua elegância e conforto, deveria transportes gente importante da corporação. 

Mais um Dodjão trabalhador maravilhoso Jeep Willys, em perfeito estadoVamos combinar, que imagem linda deste “muscle car” entre os caminhões de combate ao fogo, um auxiliar de respeito! Você certamente vai me dizer: E quanto aos brutos, não se fala nada?? Calma, no Capítulo II vamos abordar os pesadões, neste capítulo falaremos dos automóveis e veículos mais leves, como os maravilhosos Jeeps Willys, que construíram uma página vital da nossa História, servindo com versatilidade aos mais variados propósitos; veja esta foto de um exemplar em perfeito estado, um trabalhador que sobreviveu ao tempo, que em geral, é mais implacável com quem mais trabalha, levando estes exemplares para o ferro velho pelo desgaste de suas tarefas. Mas temos heróis que não poupam esforços para manter esta memória viva e nos proporcionar estas lindas imagens e termos a oportunidade de recordar. Tive um Jeep 1951, e na época eu queria pintar de vermelho quando estava reformando-o, mas todos me disseram que eu era maluco e que Jeep tinha que ser verde. Pois bem, ele foi verde oliva, ficou lindo, mas enfim, poderia ter ficado melhor e mais exclusivo se eu tivesse insistido no vermelho.

guincho de lança das antigas deliverys antigas (suburban) food truck não é novidade onibus escolar com muito estilo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não há como citar todas as funções que nossos antigos assumiram para o nosso progresso, então vamos citar algumas que são mais conhecidas, e quem sabe numa próxima oportunidade expandimos o assunto. Ficamos aqui com o famoso guincho de “lança” que foi substituído pela plataforma, os suburbans que transportavam cargas mais delicadas sem expor ao tempo, os Food Trucks, que voltam com tudo, e o transporte escolar, que já teve mais conforto e estilo no passado, mas que passa por uma reavaliação em relação à segurança das crianças.

maos ao alto que meu carro é mauOpa, e este Maverick que está abordando um Fusca? Já sei porque, é que o Fusca foi seu concorrente no início da produção em 1969, embora pareça ridículo isto, e 7 anos depois, este modelo 1976 policial está abordando-o para conversar sobre isto e tentar entender! Mas esta História é dos EUA, pois aqui no Brasil ele foi lançado para a classe média e alta, em 1973, em diversas versões e com preços bem elevados, e virou mito! Eu fui felizardo em ter um Maverick!

 

arte sobre rodasAmigos, foi uma matéria grande, mas com muitas fotos e pouca conversa, então espero que tenham curtido, pois eu gostei muito de elaborar, me emocionei de ver tantos lindos exemplos de trabalho preservados e quero transmitir esta emoção para vocês! Não percam, breve o Capítulo II…

 

Eu sou o Mauricio Super

Trazendo o passado para o presente!

Conheça também o Classificados do Baú!

Acompanhe a gente nas redes sociais, olha as opções:

 

CC BY-SA 4.0 Carros que trabalham – Capítulo I by Baú dos Antigos is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

2 Responses so far.

  1. Fátima Galvão disse:

    Mano teu trabalho tá lindo, parabéns, bem elaborado, no capricho, uma bela pesquisa, achei muito interessante, desconhecia até então. Continue assim, quero saber mais. Também gosto muito de automóveis, caminhões, motos etc.Tô no aguardo do capítulo ll. Beijos.

  2. Olá, procuro mostrar o que me emocionou no passado, e que na época não dávamos muita importância pois era normal, mas que com o tempo bate aquele saudosismo na gente, não é? Quanto carro bacana sendo usado para trabalho, e que nos ajudaram muito! Obrigado pela participação, que é o que nos motiva à continuar trabalhando nesta pesquisa, que nos faz aprender tanto sobre nosso próprio passado! e o Capítulo II sai este mês ainda, sobre os pesadões agora!!
    Fique de olho, abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *