Ubiratan Rios – Legado de um tricampeão

      Uma carreira Nacional e Internacional vitoriosa e seus inúmeros troféus     A imagem acima nos dá a dimensão da carreira deste profissional, que representou o Paraná de forma tão brilhante, com uma carreira voltada às várias categorias do motociclismo, Nacional e Internacional, nos anos 1970 e 1980.   Mas quem é o […]

leia mais

Dactylographia – Testemunho Internauta parte II

Vários Internautas ficaram empolgados com a matéria sobre Datilografia, pois despertou recordações que marcaram suas vidas de modo definitivo! Realmente é difícil ficar indiferente. Esta matéria é para estes saudosistas, que nos prestigiaram mandando estas belas imagens! Começamos com o relato do Rogerhy…     O Rogerhy mandou estas fotos e este bonito relato de […]

leia mais

Dactylographia – Testemunho Internauta

  Esta matéria inaugura a participação do Internauta no Baú dos Antigos! Esta é uma conquista em nosso projeto de interatividade, que não fica só no discurso! Vamos mostrar o resultado disto agora! Viva, um tabu quebrado, pois em geral o internauta nos prestigia, lê, faz sua reflexão e ficamos muitos felizes com essa participação! Mas […]

leia mais

Curso de Dactylographia – Escola Remington

Nos idos de 1978 entrei numa empresa multinacional, e precisei aprender a datilografar. Alguns leitores bem jovens podem estar estranhando, mas é verdade, era preciso ter este curso, e saber datilografar para se dar bem na vida. Raras pessoas tinham máquina de escrever em casa, devido ao preço elevado e a falta de utilidade prática. […]

leia mais

Aprendendo a gostar

Na Crônica anterior o assunto foi um sobrevivente ao tempo, e abordamos a valentia do Land Rover, que após décadas e mais décadas, continua firme em seus propósitos de ser um utilitário valente e durável, e resistir aos modernismos. Mesmo tendo evoluído bastante esses anos todos, ele manteve a essência de seu lançamento. O assunto […]

leia mais

Um Sobrevivente ao Tempo

Nas manhãs geladas de Curitiba dos anos 60 e 70, ele ficava no tempo, embaixo de uma cobertura que não ajudava muito e o gelo cobria todo o capô e o para-brisas. O radiador era esvaziado para não congelar, pois naquela época não havia os coolers que encontramos hoje no mercado para adicionar a água do […]

leia mais