Exposição de motos antigas e customizadas na Cabral – parte II

Exposição de motos antigas e customizadas na Cabral – parte II

Aconteceu no sábado 25 de março, uma exposição especial de motos antigas e customizadas na Concessionária Honda Cabral Motor em Curitiba… Nós conferimos, publicamos a primeira parte da matéria no dia 30 de março… 

CBX 750F 1986, sete galo

…E agora vamos à segunda parte, conforme prometido!

 

Cabral Motor Curitiba promoveu esta bela exposição

 

 

Neste show de exposição promovida pela Cabral Motor…

Cabral Motor Curitiba, concessionária Honda

 

            …Vamos mostrar motos tão incríveis como as da primeira parte, e com algo em comum também, que é despertar a paixão dos fanáticos como eu

 

Bora então começar pela incrível CB 750 Four, esta moto que tem um ronco inesquecível, grave, de arrepiar, e uma fama sem precedentes!

a lindissima CB 750 Four 1974 do Fumaça

 

CB 750 Four, ronco inesquecível e aparência esportiva

A CB 750 Four foi apresentada no Salão de Tóquio de 1968, e logo tornou-se destaque em competições como a 24 horas da França e as 200 milhas de Daytona, já em 1970. Moderna, potente e segura, tudo de bom que se possa pensar aí está.
CB 400II (1982)-desde zero na família do Marcio

CB 400II (1982)-nota fiscal e certificado de originalidadeO lançamento da “Cebezona” (CB 400) foi muito comemorado, e esta é a geração II, 1982, sendo que a da foto foi a primeira deste modelo vendida na Cabral, e está à venda; desde zero na mesma família, veja abaixo a Nota Fiscal e o Certificado de Originalidade.

Ficou interressado, quer saber o telefone do proprietário? Mande uma mensagem nos comentários que eu te passo o número. É uma relíquia, sem dúvida. Vamos à próxima, uma “Cebezona” (CB400) 1981, primeira geração, olha o estado deste exemplar, também com Nota Fiscal original e comprada na Cabral, e também está à venda.CB 400 (1981) do Luciano, nf original, e está à venda

Essas motos são ótimas, leves e sem carenagem, elas têm uma ciclística muito boa, e uma sensação de potência maravilhosa, simples e bonitas, como esta flagrada na Cabral.

detalhe CB 400 (1981) primeira geração

Tive a oportunidade de andar numa destas nos anos 80, e também numa CB 360 Four. São motos robustas que dão um frio na barriga pela arrancada forte e uniforme, e marchas muito longas.

CB 750F Super Sport (1976)

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta é uma CB 750F (1976) Super Sport, um dos últimos modelos importados do Japão, antes do fechamento das importações; diferente dos  modelos anteriores, tinha rabeta integrada ao banco, na mesma cor da moto. Lindo este exemplar, e veloz também; pela primeira vez um modelo de série atingiu a barreira dos 200 km/h, em teste realizado pela Revista Duas Rodas.

CB 750F (1980) estilo café racer, da Moto Dax

Já esta próxima é uma moto totalmente customizada, estilo café racer, produzida pela MotoDax, também à venda sob consulta: luizfelipe@motodax.com.br

Ela foi feita à partir de uma CB 750X (1980), detalhe à seguir.

 

CB 750F 1980 café racer, projeto da Moto Dax

Vamos para mais uma café racer; perceba que são projetos personalizados, embora tenham em comum uma melhora na ciclística, guidão mais baixo para melhor desempenho e diminuição de peso, no restante são muito diferentes, cada qual com seus detalhes exclusivos.

CB 400 (1983) estilo cafe racer da Rabugentus CB 400 (1983) estilo cafe racer

 

Preto fosco e muito invocada, detalhes exclusivos e ciclística favorável, rápida e ágil como convém à uma café racer. 

 

 

Belo projeto da Garagem Rabugentus, chamado “No Class”. Gostou? Também à venda, só consultar.

 

Garagem Rabugentus presente na Honda Cabral

 

Garagem Rabugentus; presente na exposição da Cabral com diversos projetos; a café racer faz muito sucesso quando o assunto é customizar, pois deixa a moto sensacional para pilotar com rapidez e agilidade, além do visual despojado, bem anos 50 e 60.

 

Honda CB 450 (1987); cafe racer mais elegante

Esta Café Racer é elegante, mas mantendo o estilo porém com outra tocada, obra de arte em duas rodas, e também pode ser adquirida pelos interessados, o projeto desta é da Café Racer Studios. Detalhe à seguir.

CB 400 (1987) da Cafe Racer Studio

GL 1000 Gold Wing (1975); fabricada até os dias atuais

E essa máquina enorme? Nada de mais, apenas uma Gold Wing 1000 (1975). Esta máquina eu vi pela primeira vez em Baln. Camboriú, onde desfilavam os mais ricos e exibidos na época; pra você ter uma ideia, quase deu tumulto a quantidade de gente que juntou pra ver a moto, tal a raridade, preço e beleza deste modelo. Confesso que ainda hoje me admiro de ver uma destas, ainda mais neste estado de conservação, e que me emociono de saber do cuidado e carinho do proprietário em preservar este rico passado, nos proporcionando estes momentos de prazer. Olha o detalhe dela aí! 

Honda GL 1000 Gold Wing, jóia rara de se ver

Esta fantástica Gran Turismo é fabricada até hoje, e passou a ter um 6 cilindros de 1800 no lugar do 4 cilindros, de 1000 cc.

CBF 750F (1987) Holywood

Lembra da sete galo, olha aí de novo, uma CBX 750F (1987) apelidada de Holywood em alusão à embalagem do cigarro. Finalizamos esta matéria com este modelo que marcou demais e que também iniciou a primeira parte da matéria.

Espero que eu tenha conseguido passar um pouco da emoção que eu sinto em ver estas máquinas lindas, com uma pegada forte e de extrema qualidade, qualidade esta que as manteve funcionando até os dias atuais, com o mesmo brilho que tinham quando zero. Agradecemos aos organizadores da exposição e aos dedicados e felizes proprietários. E não esqueça, já tenho programado novas matérias sobre motos para breve, pois enquanto tiver uma destas rodando, vou estar atrás para clicar! Viva esta paixão!

Eu sou o Mauricio Nero

Até breve com novidades

 

 

CC BY-SA 4.0 Exposição de motos antigas e customizadas na Cabral – parte II by Baú dos Antigos is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *