Gêneros Musicais – S02E16 – Psychedelic rock

Gêneros Musicais – S02E16 – Psychedelic rock

Em português chamado de rock psicodélico, não se tornou um gênero popular. Nasceu nos meados dos anos 1960 entre as bandas de folk-rock e blue-rock, no embalo da contracultura dominante neste período.  O gênero teve seu auge com  o Festival de Woostock, e até o início dos anos 1970, então começa a esfriar junto com o movimento da década anterior e com a perda de alguns músicos importantes do gênero, e as bandas se voltam para outros gêneros relacionados. Hoje você vai saber um pouco mais sobre este sub-gênero que eu considero uma doideira muito legal de se ouvir, em especial num bom fone de ouvido, e viajar à lugares nunca imaginados, sem o uso de drogas, focalizando apenas na música, que só faz bem à cabeça e ao espírito. 

entre os pioneiros do gênero - 13th Floor Elevator

Vamos começar com este grupo de 1966. Pouco conhecido, é um dos pioneiros do Psychedelic rock, o 13th Floor Elevators nasceu nos Estados Unidos e foi atuante apenas na segunda metade da década de 1960. Tiveram problemas legais, e infelizmente, relacionados ao uso de drogas. Sua influência foi reconhecida mais tarde por artistas como o ZZ Top. Chegou a posição 55 do Billboard em 1966 com esta música:

The DoorsO The Doors tornou o gênero conhecido, embora suas músicas mais conhecidas tenham apenas características psicodélicas e não representem seu trabalho psicodélico, que é referência; durou pouco e reforçou a fama de associar o psicodélico ao uso de drogas, e foi além, criando confusões em palco que tinham de ser contidas pela polícia. Jim Morrison, o vocalista e essência da banda, poeta e grande compositor, viveu a mil e morreu cedo, contribuindo para o declínio do gênero. Também surgiu nos Estados Unidos, em 1965, em Los Angeles, Califórnia. Seu sucesso foi muito maior após a morte do vocalista, e já vendeu mais de 100 milhões de discos até hoje, porém, não são as músicas mais psicodélicas que fazem este sucesso. A música à seguir traz instrumentos indianos e um forte apelo de psicodelia, sendo um hino do gênero para os amantes:

Pink FloydComo não falar da fase psicodélica do Pink Floyd, que manteve apenas parte das características do gênero em seus futuros trabalhos, tornando-se mais populares e se adaptando ao público que começava a rejeitar este gênero associado à contracultura em declínio. Se por um lado ganhamos uma banda com um repertório mundialmente conhecido e com performances fantásticas, por outro perdemos um trabalho no gênero psicodélico. Este é o Pink Floyd desconhecido do público; veja esta releitura do genial David Gilmour, de um hit psicodélico de 1967, que marcou o início da carreira da banda, que iniciou apostando nesta onda.

Trata-se da primeira música da banda, do primeiro disco, da versão britânica:

Gostou? Quer se aprofundar nesta fase artística do Pink Floyd? Então tire um tempo a sós para  curtir com muita calma e concentração este exemplo repaginado recentemente na França, no Théâtre du Chatelet, com a Orchestre Philharmonique de Radio France com Ron Geesin, que mostra uma performance musical sem igual, uma competência e fidelidade à música original, e me diga se a arte não é mais forte do que o preconceito que se criou em torno de um gênero rico e meditativo. O vídeo é longo, mas ao ouvirmos fica a sensação de que não deveria acabar nunca. Para mim esta música é o auge do rock psicodélico, ouça e tire suas conclusões. Depois ouça a original também.

Se você ouviu, você entendeu que isto é psicodélico, e isto é Pink Floyd. Como definição, o rock psicodélico é um gênero que tenta replicar os efeitos e realçar a experiência de mente alterada dos alucinógenos, incorporando novos efeitos eletrônicos, solos estendidos, improvisação e o uso de instrumentos exóticos, particularmente da música Indiana, mas que como todo gênero, tem muitas variações que até chegam a fugir de seu conceito primordial. Na essência, o psicodélico foi criado para que, com a mente limpa de drogas, apenas utilizando o efeito dos sons de forma ordenada, você viaje para lugares desconhecidos de sua mente, e de suas emoções mais reprimidas, num exercício de auto-conhecimento. Se a História distorceu esta essência, o gênero não deve perder sua função artística e cultural pela rejeição criada em torno dele, por pura falta de conhecimento. Espero ter ajudado na melhor compreensão do assunto, que é extenso e polêmico. Acompanhe o Baú dos Antigos e o próximo gênero. Curta a página e até breve!

Atom Heart Mother; auge do rock psicodélico

Eu sou o Mauricio Super

Na onda do  Psychedelic rock

 

Conheça também o Classificados do Baú!

 Ouvir a playlist Músicas de A a Z no Spotify

 Ouvir a playlist Músicas de A a Z no YouTube

CC BY-SA 4.0 Gêneros Musicais – S02E16 – Psychedelic rock by Baú dos Antigos is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *