My name is Bond… James Bond – Cap IV

My name is Bond… James Bond – Cap IV

Em 1953, um senhor que trabalhou na Divisão de Inteligência Naval britânica durante a Segunda Guerra e que participou do planejamento da operação Goldeneye e na supervisão de duas unidades de inteligência, e que teve uma carreira como jornalista, resolveu criar um personagem fictício. Esta foi a grande sacada da vida dele, e sua carreira como escritor trouxe a sua maior fama e mérito profissional. James Bond saiu dos seus livros e se tornou a franquia de cinema mais bem sucedida e longeva da História, e que continua até hoje, com o agente de codinome 007, do MI6 (agência Britânica de inteligência) à serviço de Sua Majestade. Já abordamos os 6 primeiros filmes, e hoje vamos prosseguir com os filmes que vieram na sequência.

Diamonds Are Forever – 1971  (Os Diamantes São Eternos)

Sean Connery está de volta!! O ator australiano George Lazenby não aceitou renovar o contrato, para a nossa alegria. Os anos 1970 poderiam ditar mudanças que por fim deixariam o agente 007 obsoleto, antiquado para os novos tempos! A United Artists 007 entra nos anos 1970 com sucessoapostou na volta de Sean Connery e após discussões sobre as mudanças sociais do personagem para não ficar decadente para os novos padrões da década, tudo foi resolvido, e o último filme do inesquecível Sean Connery foi um sucesso. E quanto à trilha sonora?

A decisão sobre as músicas e a escolha dos compositores e intérpretes das mesmas foi realmente competente para dar vida a esta série, e neste filme não foi diferente. O espetacular maestro John Barry voltou a compor a música e a dama Shirley Bassey, com sua voz poderosa e seu charme deu vida ao tema musical. Não poderia dar errado, e aí está o resultado para você conferir.

E agora? Após todo este sucesso, o que fazer para se renovar, seria o fim da franquia? Que nada, era o momento de apostar em grandes mudanças…

Live and Let Die – 1973  (Viva e Deixe Morrer)

O grande ator inglês Roger Moore, escolhido em parte pela grande amizade que ele tinha com os produtores, assume o novo 007. E foi uma grande mudança, pois Moore era conhecido pela pegada humorística no lugar da postura mais machista de Sean Connery, o que Roger Moore: novos tempos para James Bondnorteou a mudança das sequências de ação e aventura, com menos violência e mais humor. Roger “More” James Bond, foi o jargão humorístico usado no trailer; e as mudanças não param por aí…

A composição da trilha sonora tem novo estilo, a locação americana com atores negros e também cenas selvagens com crocodilos na Jamaica, mostra perceptível mudança de foco da franquia. Impressionante, não é mesmo? Um show de luzes e explosões para comemorar uma nova era de muito sucesso, rompendo com o passado e olhando para o futuro e o potencial de renovação. George Martin, que devido a sua importância em relação à produção musical dos discos da banda britânica The Beatles, chamado de “o quinto Beatle”, cuidou da produção musical. Martin conseguiu arranjar Paul McCartney para compor o tema, “Live and Let Die” que além de se encaixar perfeitamente na nova fase, torna-se um dos grandes sucessos de Paul e os Wings. 

Live and Let Die obtém mais um recorde na bilheteria, faturando 36 milhões de dólares nos EUA e 161 milhões no resto do mundo. Os produtores enfim, deram ao mundo um novo 007.

Quer ver ou rever as matérias sobre os filmes anteriores? Acesse:

On Her Majesty’s Secret Service – 1969 (A Serviço Secreto De Sua Majestade)

You Only Live Twice – 1967 (Com 007 Só Se Vive Duas Vezes)

Thunderball – 1965 (007 contra a Chantagem Atômica)

Goldfinger – 1964 (007 Contra Goldfinger)

From Russia with Love – 1963 (Moscou contra 007)

Dr. No -1962 (007 Contra o Satânico Dr. No)

____________________________________________________________________________________________

Obrigado por me acompanhar até aqui, e logo tem mais 007 e James Bond em ação, aguarde o próximo Capítulo! Mas não esqueça de curtir a página do Baú!

Eu sou o Mauricio Supernovo 007 para os anos 1970

Super fã do James Bond 

 

 

 

 

 

Conheça também o Classificados do Baú!

Acompanhe a gente nas redes sociais, olha as opções:

 

 

 

 

 

 

 

CC BY-SA 4.0 My name is Bond… James Bond – Cap IV by Baú dos Antigos is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *