Viajante do Tempo Cap VI: Computador na Segunda Guerra?

Viajante do Tempo Cap VI: Computador na Segunda Guerra?

Olá, você que me acompanha nesta louca viagem ao passado, enfim pude constatar um único padrão que está dentro da programação da minha “time-machine”, que é o cálculo de década em década de afastamento do presente, e assim vou contando a vocês fatos de cada uma destas décadas. Tenho contato com o presente para mandar e receber informações, mas estou me afastando à cada matéria! Nesta viagem imaginária, levo você aos mais interessantes fatos históricos! Fique comigo e vamos viajar pela nossa fantástica história!

Começo relatando os fatos que ocorreram hoje: Estou em 1946 e fiz contato com alguns militares do exército americano, que me mostraram fotos de um projeto do primeiro computador em funcionamento no mundo, mas com uma promessa de sigilo absoluto. Hitler já estaria morto desde o ano passado, e o orgulho deles em mostrar estas fotos era de que esta máquina já estava sendo desenvolvida desde 1943, em plena Segunda Guerra Mundial, e teria ajudado nos cálculos de guerra e pode ter sido decisiva para a superioridade militar americana.

Olhem as fotografias que eles me mostraram:

Equipe de programadoras do ENIAC

ENIAC sendo desenvolvido

Fileiras de válvulas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estas fotos são do projeto ENIAC, (Electronic Numerical Integrator and Computer), um equipamento que pesava em torno de 30.000 kg e ocupava uma sala inteira de 10 x 15 metros, e sua capacidade de processamento era de 5.000 operações por segundo. Possuía em sua construção mais de 17.000 válvulas termiônicas, também chamadas de tubos de vácuo de 160 kW de potência, ou seja, um gasto de energia incalculável, e se você tivesse um em sua casa não poderia pagar sua conta de luz. O custo deste projeto foi US$500.000,00. O vídeo abaixo é atual, e faz parte da história recente se referindo a esta façanha do ser humano, para que você tenha noção desta invenção que mudou de vez os caminhos que trilhamos.

 

Fiquei impressionado com a dimensão desta máquina e sua importância para o futuro do homem, seja para o bem, seja para o mal, pois nenhum desenvolvimento tecnológico está livre dos dois lados de seu uso, e o que ajuda a salvar vidas, pode destruí-las conforme a decisão tomada! Após este passeio com os desenvolvedores do projeto, fiquei sabendo de algumas curiosidades do mesmo: Resultados de cálculos realizados em 30 segundos, levariam 12 horas com as calculadoras manuais; Haviam 80 programadoras, isso mesmo, 80 mulheres na Universidade da Pensilvânia, cuja função era calcular manualmente as equações diferenciais para o cálculo de balística; O ENIAC realizou os cálculos de viabilidade do projeto da Bomba H, e utilizou a bagatela de um milhão de cartões perfurados nesta tarefa. Enfim, este equipamento serviu de inspiração para o rápido desenvolvimento de projetos futuros que evoluíram rapidamente.

Válvula termiônica ou Tubo de vácuo

Quem assistiu televisão na década de 1970 sabe bem o que é uma “válvula”, especialmente quando uma delas queimava e a TV ficava parada à espera de um técnico para substituí-la e cobrar a visita e uma fortuna por ela, pois sempre a mais cara é que precisava ser substituída. Guardadas as proporções, era bem parecido e gostamos quando elas foram substituídas por circuitos transistorizados… 

 

História da computação (Português) Capa Comum

Então agora vou me preparar para a próxima viagem rumo ao passado, lubrificar a Time Machine e verificar todas as válvulas do sistema de viagem temporal para não ter surpresas!

Eu sou o Mauricio Super

Acompanhando o viajante do tempo

 

Acompanhe a gente nas redes sociais, olha as opções:

CC BY-SA 4.0 Viajante do Tempo Cap VI: Computador na Segunda Guerra? by Baú dos Antigos is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *